Como perder peso de forma saudável?

o-que-fazer-para-perder-pesoDependendo de seu organismo e metabolismo, algumas pessoas conseguem perder peso apenas cortando alguns tipos de alimentos de sua dieta, como, por exemplo, refrigerantes e doces.

Diante de resultados positivos obtidos em um relativo curto espaço de tempo, a motivação para seguir em frente e continuar a busca por um corpo mais saudável é uma consequência natural. Entretanto, é importante que durante esse processo haja a supervisão de um profissional da área de nutrição, a fim de que os resultados sejam obtidos de uma forma saudável. O nutricionista tem a capacidade de conferir um caráter mais científico à dieta, por exemplo, estipulando tipos específicos de alimentos para cada horário.

Programas de emagrecimento

Ingressar em um programa de emagrecimento e conseguir resultados positivos não é algo fácil, sobretudo no início, principalmente quando há contextos desfavoráveis, como por exemplo, no caso do paciente conviver com pessoas que seguem um padrão de baixa qualidade alimentar.

Essa adaptação de fazer cardápios diferentes numa mesma casa é uma barreira que precisa ser transposta. Um ponto positivo desse tipo de situação é que, direta ou indiretamente, os hábitos alimentares de todos podem acabar sendo influenciados de forma benéfica. Essa mudança de hábito alimentar da família, muita das vezes acaba ocorrendo em apoio ao membro da família que seja o alvo do tratamento.

É importante que a pessoa encare os custos com o tratamento como um investimento. Todavia, pode-se dizer que no início do tratamento esses custos são geralmente mais altos, principalmente quando envolvem nutricionista, mensalidades de academia, custo com acessórios, além do que alimentos mais leves em termos calóricos tendem a ser mais caros.

Após um determinado tempo, com metas atingidas e tendo que arcar apenas com despesas de manutenção do peso, a tendência é que os custos caiam sensivelmente. As pessoas que se submetem a uma cirurgia bariátrica geralmente têm maiores custos, uma vez que, além dos valores despendidos na cirurgia, é ideal que o paciente também passe por parte do processo dos que optaram por um programa de emagrecimento baseado apenas na alimentação e exercícios físicos.

Durante a execução do programa de emagrecimento, é comum o surgimento de contratempos e situações negativas, que muita das vezes possam atrasar os resultados. Ainda que o sucesso nessa empreitada não seja algo fácil, todavia, ele não é impossível.

Motivação para perder peso

É comum que algumas pessoas preferiram optar pela caminhada em razão da falta de motivação para a musculação. Em relação às caminhadas, o ideal é começar com pelo menos 30 minutos diários, aumentando esse tempo gradualmente até 1h ou 1,5h de duração.

A tendência geral é que à medida que a perda de peso ocorra, conforme a pessoa vá atingindo uma silhueta mais enxuta, a dificuldade para continuar perdendo peso aumente, requerendo muitas vezes incrementos nas atividades físicas.

Se por um lado iniciar uma corrida rumo à perda de peso não é algo fácil, por outro, a sensação de conquistar um corpo mais saudável é ímpar. A partir dessa conquista, toda a vida da pessoa poderá mudar, ficando apenas as recordações de todas as dificuldades enfrentadas durante essa, muita das vezes, longa caminhada. Com a elevação da autoestima surgem possibilidades de outras conquistas pessoais que acabam somando-se e proporcionando um maior bem estar.

Psicologia e perda de peso

Se a pessoa perceber que tem problemas com a alimentação e isso acabar influenciando-a emocionalmente, afetando sua autoestima, o indicado é buscar por um tratamento psicológico.

A busca de ajuda profissional com o intuito de compreender as questões emocionais é algo muito relevante, sobretudo nos casos em que há uma relação direta com a má alimentação. É normal pessoas se alimentarem mal em decorrência do fator emocional, e tentar suprir, por exemplo, falta de afeto ou ausências, pela comida, tornando o alimento uma fuga. É importante ainda salientar que a obesidade é uma doença e deve ser tratada como tal.

Lidando com obesos

Ajudar a alguém que não consiga enxergar o problema da obesidade em si mesmo, quando os próprios amigos ou familiares podem perceber a existência do problema, é uma tarefa que exige critérios. A participação da família é muito importante nesse contexto, entretanto, é necessário, sobretudo, que a pessoa alvo do tratamento tenha um planejamento. Acima de tudo, é importante compreender as razões pelas quais deverá ser cortado o consumo de doces, massas, refrigerantes, entre outros.

Benefícios à saúde da perda de peso

Ter claramente a ideia da importância e das vantagens de se emagrecer deve ser um ponto central na questão do emagrecimento. A perda de peso não se trata meramente de sentir-se bem ao se olhar no espelho, ou ainda da possibilidade de usar uma determinada roupa. Há muitos outros benefícios, como redução ou eliminação dos riscos de hipertensão ou diabetes, ter um sono mais tranquilo, elevação da autoestima, e até mesmo a realização de sonhos anteriormente frustrados pelo excesso de peso.

O simples fato de alguém que segue um programa de emagrecimento, publicar sua dieta e seu desempenho diariamente em um blog, pode acabar tornando maior o seu compromisso com os resultados, uma vez que isso irá gerar expectativa no público, e aumentar a responsabilidade de quem publica perante esse grupo de seguidores. A atitude é, portanto, extremamente válida e uma via de mão dupla.

Para quem consegue emagrecer, a manutenção do peso conquistado é a manutenção da própria felicidade e bem estar.

Cirurgia bariátrica

Há pessoas para as quais os métodos de emagrecimento convencionais podem não ser satisfatórios. Dentro de um determinado critério, devidamente fundamentado em exames médicos, algumas dessas pessoas são elegíveis ao procedimento cirúrgico conhecido como cirurgia bariátrica, que consiste na alteração das dimensões do estômago.

A cirurgia bariátrica não se trata apenas de uma questão de estética, mas, sobretudo de saúde, por meio da qual o paciente terá como objetivo a perda de um grande volume de peso em um espaço de tempo bastante exíguo.

No caso de um paciente bariátrico, a perda de peso normalmente é exponencial até o sexto mês, o que irá auxiliar na melhora de sua saúde como um todo. O pensamento desse tipo de paciente também sofre alteração, uma vez que ele passa a pensar como alguém magro e não mais como uma pessoa obesa, em função de seu estômago estar limitado a uma quantidade menor de alimentos.

A partir do momento em que atinge uma nova realidade corporal, o paciente bariátrico passa a experimentar hábitos mais saudáveis, de forma análoga aos que cumpriram um programa de emagrecimento ou de pessoas que por conta própria conseguiram resultados positivos e relevantes na caminhada contra a obesidade.